12 de jul de 2012

Dona Maria


Dona Maria pode ser sua tia,
pode ser a minha também

Dona Maria pode ser sua avó,
minha bisavó ou a tataravó de alguém


Dona Maria pode ser você,
sua mãe, sua filha ou a filha da _ _ _ _
Neste caso ela será apenas Maria,
sem o dona na frente

Dona Maria pode estar na praça,
pode ser boa praça, boa de cama ou não

Dona Maria pode ser vista no tanque,
lavando roupa ou fazendo você de trouxa

Dona Maria pode estar no meio da guerra,
conduzindo um batalhão, pilotando avião
ou sendo o avião da tropa


Dona Maria pode estar ao mesmo tempo
em todo o lugar, em lugar algum,
ou ser um lugar comum

Dona Maria pode estar na pia,
no tribunal ou simplesmente lendo jornal

Dona Maria pode ser a senha de
sua conta bancária,
a razão de seu cheque sem fundo


Dona Maria pode ser sua secretária de dia
e à noite sua maria-sem-vergonha

Dona Maria pode ser a mulher de sua vida
ou uma mulher da vida

Dona Maria pode ser brasileira, estrangeira,
soteropolitana, cigana e até corintiana


Dona Maria pode ligar a qualquer dia,
a qualquer momento
para lhe vender um apartamento

Dona Maria pode estar mentindo,
fingindo, fazendo de conta que não é a Maria

Dona Maria pode ser nome e letra, canção,
rua, marca de roupa, restaurante ou sabão

Dona Maria pode ser doutora, promotora, juíza,
prefeita, vereadora, deputada, senadora,
ministra e até presidenta, aguenta

Dona Maria pode ser mulher de bandido,
ou a própria bandida, com comparsa ou não


Dona Maria pode estar na feira,
em plena segunda-feira, terça, quarta ou quinta-feira

Dona Maria pode estar na academia malhando
ou sendo malhada no bom e no mal sentido

Dona Maria pode ser  nome de entrada,
prato principal ou sobremesa e ainda servir-se à mesa

Dona Maria pode estar no céu, no papel de  uma
duas ou três Marias

Dona Maria pode ser uma santa,
e até ser a Maria, Virgem Maria, Mãe de Jesus


Dona Maria pode estar rezando o terço,
fazendo promessa, novena, assistindo a missa
ou seguindo procissão

Dona Maria pode estar entrando na igreja
conduzida por seu pai, virgem ou não,
para virar a Maria de um certo João

Dona Maria pode ser Maria Alice, Maria Fernanda,
Maria Augusta, Maria Cândida ou simplesmente Maria

Dona Maria pode ser uma maria vai com as outras
ou então viver sozinha, sem dar bola para nada e ninguém

Maria chuteira, Maria sapatilha, Maria-escambona,
Maria havaianas ou Maria descalça,
o que importa é que seja Maria, com ou sem
os pés no chão


A poesia acima nasceu de um desenho feito por minha filha Marina, hoje com nove anos. Ao vê-lo, fiquei completamente embasbacado. Ele é lindo, apresenta uma mulher forte, de personalidade, a quem - com a sua permissão - batizei de Maria, em homenagem a todas as mulheres, Marias ou não.

E como todas as mulheres, sem exceção, adoram uma bolsa, resolvi apresentar-lhes uma etiqueta muito, mas muito bonita, que fiz para a marca de bolsas XAA. Toda Maria que tenha bom gosto, vai querer ter uma bolsa destas também.


O charme ficou por conta do uso do fio cobre metálico e do fundo que parece uma bandeira.


Nenhum comentário:

Postar um comentário