29 de jun de 2013

Minha Senhora. Nossa Senhora.


Em noite de insônia, costurando pensamentos, acordei, peguei lápis e papel e fiz esta oração

Nossa Senhora dos navegantes,
rogai por nós, náufragos, perdidos nesse oceano de lágrimas
Nossa Senhora dos desavisados,
rogai por nós que nada sabemos do que todos, à esta altura,
já sabem de cor
Nossa Senhora dos desalmados,
rogai por nós que tivemos o corpo e a alma levados em assaltos,
arrastões, sequestros-relâmpago, roubos seguidos de morte ou não
Nossa Senhora dos envelhecidos,
rogai por nós que já passamos poucas e boas e não nos resta
muito tempo para aprendermos todas as lições
Nossa Senhora dos desterrados,
rogai por nós que perdemos a posse de um pedaço de terra,
chácara, sítio, fazenda, ou qualquer outra coisa que necessite de habite-se
Nossa Senhora dos aflitos,
rogai pelos que não param quietos depois de uma jornada de trabalho,
e pensam que não podem deixar de fazer isto e aquilo
Nossa Senhora dos desajustados,
rogai pelos que nunca encontram um lugar para ficar
e não sabem constituir bens ou família
Nossa Senhora das causas perdidas,
rogai pelos achados que foram embora e não deixaram pistas,
ou fugiram de nossas vistas para nunca mais voltar
Nossa Senhora dos doidivanas,
rogai pelos que se auto-intitulam reis, imperadores, condes ou magistrados, e cujas coroas e cetros são feitos de lata de óleo vazia
Nossa Senhora da boa vigia,
rogai por nós que não podemos dormir no ponto,
pois se não, perdemos o bonde e ficamos com o bilhete inválido na mão
Nossa Senhora de forno e fogão,
que sabe como ninguém alimentar os corpos vazios dos que têm fome
de ser e saber. Rogai por estes também.
Nossa Senhora do final de linha,
que só aparece quando o ser humano chega ao ponto final,
rogai por nós pecadores, pescadores e caçadores do tesouro
que foi encontrado na Terra e cuja chave e segredo
só podem ser desvendados no Céu
Nossa Senhora, menina santa,
rainha, princesa, baronesa, condessa deste reino que já não mais se governa, rogai por nós que elegemos a vós Nossa Senhora.
Venha, apareça, Minha Senhora

Orai e vigiai. Há muito o recado foi dado. Todos aqueles que pensam que cometem delitos e impunidades e nunca serão descobertos, podem ter certeza. Um dia a máscara cai e eles se virão pelados, sem nada que cubra as suas vergonhas.

A oração acima veio de minhas entranhas. Apenas peguei o lápis e anotei o que a minha alma ditou.
Para ilustrar a oração/poema apresento a seguir dois trabalhos que fiz e que me enchem de orgulho, dada a beleza e qualidade dos mesmos.

São duas etiquetas, para fins diversos, que desenvolvi para o cliente CASA DA BÍBLIA JEOVÁ RAFÁ.

A primeira delas apresenta um candelabro rodeado pelos dizeres: "Jesus, Luz do Mundo". Ela foi feita em duas cores: fundo bordô e fundo off-white. Os dizeres foram bordados em ouro metálico.

Já a segunda etiqueta é na verdade um marcador de livro. Veja a riqueza de cores e detalhes de bordado imprimidos na peça. O fundo foi feito em tons degradê texturizado.

Fotografei as peças em um cenário construído com flores de gorgurão preto sobre tule da mesma cor. Posicionei então uma verdadeira obra-de-arte; trata-se de uma caixinha de fósforo transformada em um altar, tendo ao centro a imagem de Santa Terezinha. Trouxe a mesma de uma viagem de trabalho há muitos anos atrás. Até hoje ela protege a minha casa e a minha vida.


Eu gostaria muito de poder identificar o nome completo da designer que fez a obra, mas não consigo ler o sobrenome na assinatura da caixinha: o nome é Maria Alice.













As fotos que ilustram o recado abaixo foram tiradas por mim na última manifestação pela redução nos preços das passagens de ônibus no município de São Paulo (18/03/13).

O povo deu o recado. Quem tiver olhos, que veja. Quem tiver ouvidos, que escute. Quem tiver juízo, que os respeite. PTÔ DE OLHO EM VOCÊ.



























A obra que abre o post intitula-se Mãe Rainha e é de autoria do artista plástico naif Ronaldo Mendes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário