30 de jul de 2011

Código de barras do luxo


Mauricio Medeiros: um nome para ser grafado com letras MAIÚSCULAS no mercado sapateiro de luxo nacional. Com todo o respeito devido, seu trabalho não fica nada a dever a um Manolo Blahnik, Charles Jourdan ou Christian Louboutin.


Certa vez fui chamado por este conceituado designer, para desenvolver um tecido listrado. Utilizei vários fios diferentes para que as listras ganhassem um ar de sofisticação e glamour.

o tecido foi confeccionado em duas variantes de cores

Dividem a cena lado a lado, fios de lurex, trilobais e poliéster, sobre um fundo em cetim preto. A combinação de tons, brilhos e texturas é a responsável por este trabalho único, ímpar, assim como a trajetória e vida de Maurício. Enchantée!

28 de jul de 2011

Livres para voar, escolheram as bolsas para morar


Estes três passarinhos de espécime rara, vivem leves e soltos na varanda de minha casa. Explico: eles são exemplares das amostras das almofadinhas Pássaros desenvolvidas para a marca de bolsas e sapatilhas Lê Sacs, de Helena Buon. Helena incumbiu-me de transformar a estampa por ela criada em um lindo pássaro, a ser colocado externamente nas bolsas, pendurados por um cordão de couro. Um charme a mais, que agrega valor ao produto e  - muitas vezes  - decide a  compra por parte do consumidor. Très chic.

 

Após concluir este post, recebi uma solicitação de visita de Claudia Valéria, designer à frente da empresa social BIXIGA BRASIL, que desenvolve trabalhos voltados - principalmente - à moda e decoração junto à artesãs da comunidade do Bixiga, região central de São Paulo. O objetivo era desenvolver uma etiqueta para uma marca de linha praia que está sendo criada pela empresa. Lá - casualmente - conheci o trabalho de uma artesã, a Sra. Maria Aparecida Marques, que informalmente mostrou-me um tecido que havia acabado de bordar para "passar o tempo". Fiquei encantado e - por se tratar de uma paisagem que remete à pássaros, resolvi homenageá-la aqui.

o bordado da dona Cida
detalhes dos lindos pássaros bordados

Parabéns, dona Cida: continue "matando o seu tempo" com estas obras de arte. E aqui vai uma dica: pode vendê-las, porque vai ter muita gente querendo ver as horas passarem admirando suas telas de tecido bordado.

Conheça mais um pouco sobre o projeto que inspirou dona Cida a bordar...

 

26 de jul de 2011

Noturno para você ver, ouvindo Chopin


Chopin Op. 9 No. 2.  Uma obra-de-arte para ser vestida. Uma obra-de-arte para ser ouvida. Assim é o tecido Noite feito para Satiko + Isabel. O fundo de tafetá é preto; black; noite total. O céu foi montado usando um fio branco prateado: a mesma cor que vemos quando olhamos para o céu em uma noite estrelada.

estudo do tecido, com as variantes de cores
...e eis que o tecido ganhou vida, nos lindos modelos criados por Satiko+Isabel
até os botões foram forrados com o tecido
repare na logo da loja inserida, em relevo, entre a estampa

Você não precisa ser uma estrela para usar uma das criações feitas com esta estampa. Basta dirigir-se à Satiko + Isabel. Chegando em casa, faça uma linda produção; chame o seu amor; abra um vinho e brinde ao som de Chopin.

23 de jul de 2011

Clássico, renovado

a versão Coco Chanel de pied-de-poule

A estampa pied-de-poule é um clássico no mundo da moda e decoração, muito utilizada nas coleções outono-inverno around the world.

Eu tinha um desejo pessoal de dar uma repaginada no visual tradicional desta estampa. Para isto, maximizei o desenho e o deixei com formas mais retas, quadradas. As cores utilizadas foram o preto e branco, com algumas pinceladas aqui e ali de um vermelho intenso.

pied-de-poule ao estilo Beto Tozzi
minha versão ao lado de padrões clássicos

 Os fios de acrílico (lã) deram ao tecido o aspecto invernal que pretendíamos para a estação. Quem apostou e comprou esta estampa foi a então hypada HI-LO, marca que esteve presente nos guarda-roupas das mulheres mais antenadas do País durante os anos de sua existência.

o pied-de-poule revisitado por Felipe Veloso

20 de jul de 2011

Poderia estar no MAM, mas está nas mãos


Isto mesmo. Nas mãos das clientes Zeferino que usam as bolsas e sapatos da marca. Escolher as cores das duas variantes produzidas deste tecido foi um desafio muito grande, uma vez que envolvia um tema abstrato, e não desejávamos realizar uma combinação de cores convencional. O resultado final está ai para você conferir, sem ter que pagar ingresso pra ver.


Fiz também, por alguns anos, os tecidos logotipados utilizados como forro das bolsas Zeferino, com variantes de cores:  fundo tanzanita com logo uva e fundo amêndoa com logo em pink metálico.


Outros itens que desenvolvi e produzi  para a Zeferino foram uma etiqueta e um puxador de zíper, ambos em borracha. Eles são usados em uma linha específica de bolsas, dentro da coleção. Estes 2 produtos são muito especiais, uma vez que trazem o logo em alto-relevo.

19 de jul de 2011

Cadê o coelhinho que estava aqui?

Pois é. Resolvemos dar uma folga pra ele na páscoa étnica da  La Vie en Douce. Para quem não conhece,  é uma doceria de - literalmente - dar água na boca. Seus doces, bolos, bombons e chocolates são pra lá de convidativos para os olhos e o paladar.


É comandada pela talentosa chef Carole Crema. Só não vou dizer que ela é um doce de pessoa porque se não este texto vai ficar pra lá de melado.

Carole Crema

Fui chamado por Carole e sua equipe para idealizar um tecido jacquard que pudesse incrementar o visual da loja naquela Páscoa. A proposta era fazer uma Páscoa com "sabor" indiano, cheio de mandalas e afins. Estão aí o tecido e a fita que embalou os ovos, que não me deixam mentir.


detalhe do tecido - repare no nome da loja agregado à estampa
 

Foi criada uma vitrine temática, onde o tecido foi utilizado como pano de fundo, além de ter sido usado em diversos elementos de cena. Dentro da loja tudo foi repaginado para entrar no clima. Até os assentos das cadeiras e banquetas ganharam almofadinhas com o tecido. E isto, sem contar os ovos de Páscoa que ficaram ainda mais tentadores com estas fitas em jacquard feitas nas cores: azul turquesa, tangerina, café e roxo batata.


A Páscoa passou, mas estas delícias não: é só você se dirigir à um dos dois endereços da La Vie em Douce.

16 de jul de 2011

Através dos vitrais das catedrais

Os raios de sol se vestem de cores quando atravessam os vitrais das catedrais.

catedral de Brasília/DF



Neste caso eles atravessaram os vitrais e vieram parar no tecido VITRAIS, desenvolvido para a consagrada marca de sapatos DELELA. Alexandre procurou-me para desenvolver este tecido, que foi concebido tendo como ponto de partida a imagem deste vitral...


...e referências de cores a partir de amostras de couro.


Uni a proposta vitral às cores sugeridas em um desenho.


O resultado final é este aqui, ao vivo e a cores. E que cores!

 

14 de jul de 2011

Abre o olho, coruja!


Sarah Chofakian é - sem dúvida - um nome brasileiro a ser grafado no cenário internacional de acessórios.


Suas criações são verdadeiramente criações: nada de cópias, nada de dejá vù. Seus sapatos e bolsas estão presentes em salões de moda internacionais e levantam a bandeira brasileira com muito estilo.


Desenvolvi esta estampa de corujas em quatro variantes de cores: bege, carbono, café e marinho.

Essas aves não fecharam os olhos dia e noite em lindas sapatilhas, porta-moedas, necessaires, carteiras e também em moleskines.

 
o moleskine marcou presença na Vogue


Corra até uma das lojas porque as peças vão acabar num piscar de olhos!

12 de jul de 2011

Ora bolas!

Quando comecei a pensar neste post, com o tema bolinhas, poás, polca dots... logo me veio à cabeça uma personagem de histórias em quadrinhos de minha infância, que era absolutamente obcecada por formas redondas: Brotoeja. Ela colecionava bolas, além de espalhá-las por aí.


Logo em seguida, lembrei daquela que é a própria personificação da Brotoeja, uma artista plástica pop japonesa que, há 60 anos, tem como principal inspiração do seu trabalho dots - bolas!

Yayoi Kusama

Yayoi Kusama cobre tudo com bolinhas: chão, teto, instalações, telas, esculturas, mobiliário, troncos de árvores e até mesmo pessoas!

 
 

Não é por acaso que é conhecida como "princess of polca dots"! Ela é maravilhosa!


Tive a oportunidade de contribuir com Brotoeja e Kusama, nessa missão de estampar o mundo com bolas, quando fui procurado por Daniella Zylbersztajn. Ela lançou-me o desafio. Fazer um tecido com o tema poá em duas versões de cores - ferrari e azul noite; tudo tom-sobre-tom.


O tecido ganhou corpo em diversas versões de bolsas onde a designer misturou o jacquard com o couro. Costumo dizer que não existe combinação mais linda em acessórios do que o jacquard com o couro; é que nem arroz com feijão: comê-los separado pode ser bom, mas quando se misturam é que se dá o encanto. O tecido ganhou espaço merecido em editorial da revista Vogue, na versão necessaire.